Falando um pouco de Cloud Computing


Olá Pessoal.

Faz um tempinho ja (desde 2009) que venho trabalhando e estudando alguma coisa sobre computação baseada “na nuvem” (Cloud Computing) e acho que está num bom momento de começar a expor aqui algumas idéias e conceitos que, no meu humilde ponto de vista, estão um pouco equivocados no nosso mercado, e na comunidade.

Não vou ser mais do mesmo aqui, OK? Fique tranquilo =)

Basicamente, hoje o que conhecemos (ou pelo menos ouvimos falar) sobre computação “na nuvem” são três conceitos de serviço:

  • Software: Software as a Service – SaaS
  • Plataforma: Plataform as a Service – PaaS
  • Infra Estrutura: Infraestructure as a Service – IaaS

Se você pesquisar rapidamente no wikipedia vai encontrar uma boa definição da sua finalidade em específico.

Falando um pouco de mercado. Das empresas que oferecem algum desses serviços, podemos destacar Microsoft com o Windows Azure, a Amazon com o Amazon Elastic Compute Cloud (EC2) e a Salesforce com os produtos da linha Salesforce.COM, dentre outros.

Legal, introdução realizada. Agora vamos ao que interessa =)

Minha experiência é, basicamente, com produtos da Salesforce e é sobre esses produtos que vou falar no decorrer dos proximos posts (pretendo ser mais regular com os post – PROMETO). Quero falar especificamente sobre a plataforma de desenvolvimento da Salesforce: a plataforma Force.COM.

Como assim “plataforma de desenvolvimento”?

Sim, plataforma. Como Oracle Java, .NET ou qualquer outra que você conheça. A Force.COM é uma plataforma completa de desenvolvimento de aplicativos onde, basicamente, você pode fazer qualquer coisa. Simples assim.

O que você vai falar aqui no blog?

Falar de casos reais (dia a dia) de implementações de projetos baseados nesse paradigma, fazer alguns comparativos entre as opções de “nuvens” hoje do mercado. Mas, principalmente, quero falar sobre a visão que a área de negócios tem sobre isso. Se você é um profissional que se preocupa, primeiramente, com o resultado esperado sobre aquilo que você constroi/desenvolve/entrega (posso chamar isso de ROI), você vai gostar dos proximos posts.

Você só vai falar da Salesforce/Force.COM?

Não. Pretendo falar de tudo que diz respeito a Cloud Computing, mas não levanto bandeira nenhuma. Por questões de bom senso, vou falar daquilo que eu tenha conhecimento, OK? Hoje eu trabalho e conheço da plataforma e dos produtos da Salesforce, mas nada vai me impedir de falar de outras coisas. Mas não é legal já falar daquilo que você não conhece, não é? Nosso mercado (principalmente comunidades) já está cheio de pessoas que leem um artigo e já se intitulam especialistas no assunto.

Qual a motivação para falar desse assunto?

Bom, primeiro porque o conceito ainda é um pouco deturpado no mercado brasileiro (por areas de negócios e TI). Segundo, porque não temos ainda um material decente em portugues e, como todos sabem, a grande maioria do nosso pessoal de TI não é fluente em inglês (eu me incluo nisso). Terceiro, porque acho muito bacana compartilhar esse conhecimento pratico com a comunidade =).

Bom pessoal, é isso. Aguardem os proximos post e qualquer sugestão é muito bem vinda!

Abraços!

,

  1. #1 by Marcelo on 6 de maio de 2012 - 14:47

    Leonardo, li várias matérias sobre o Force.com mas ainda não esclarei minhas principais dúvidas. Como encontrei este blog nas buscas do google, quem sabe vc pode esclarecê-las.

    Sou um consultor autônomo e gostaria de desenvolver uma aplicação qualquer para um dos meus clientes.
    Pelo que entendi EU tenho que comprar a licença do Force.Com, como sou sozinho para 1 usuário. Ok.

    Desenvolvo meu produto e aí começam minhas dúvidas.
    1. Onde faço o deploy do meu produto ? Pode ser em qualquer servidor ou obrigatoriamente tem que ser no host da SalesForce ? Se for na SalesForce tem custos ?
    2. Os usuários do meu novo sistema precisam ter licenças da Salesforce, exemplo 15 usuários ? Isto talvez inviabilize.

    Abraços

  2. #2 by Leonardo Neves on 6 de maio de 2012 - 15:03

    Olá Marcelo. Obrigado pela visita!

    Vamos as suas dúvidas:

    1. Todo o deploy é feito, obrigatóriamente, na Salesforce. O serviço de Force.com é oferecido como PaaS, ou seja, é uma plataforma proprietária. O seu custo de licenciamento ja está contemplado todo o ambiente para deploy, inclusive com ambientes separados para, por exemplo, ambientes de homologação ou testes (dependendo de qual licença vc for utilizar).
    2. Sim, faz-se necessário ter as licenças para cada acesso. Como você sabe há licenças de Force.com que são $ 15,00 mensais. Tudo vai depender de qual contexto de acesso você vai precisar. A plataforma também é aberta e pode ser consumida via protocolo REST Full, ou seja, você consegue fazer qualquer coisa através de outra plataforma (como Java ou .NET, por exemplo).

    Espero que tenha ajudado!

    Abraços!

(não será publicado)